Skip to main content
Recrutamento e Seleção

O que fazer e o que não fazer no recrutamento ativo

By novembro 18, 2021No Comments

Geralmente, um recrutamento funciona assim: a empresa abre uma vaga, divulga ela e espera que pessoas interessadas se candidatem e enviem seus currículos, não é mesmo? Era assim que funcionava, mas de uns tempos pra cá isso mudou bastante, até que os recrutadores foram a campo e começaram a fazer um recrutamento ativo.

Isso acontece principalmente para algumas vagas técnicas ou de cargos de liderança. Pois muitas vezes é preciso ter conhecimentos específicos e experiência para ocupar esse tipo de vaga, então a melhor maneira é procurar por esses profissionais, e não correr o risco de que pessoas sem o perfil se candidatem.

O que é recrutamento ativo 

Já que o recrutamento tradicional é aquele de abrir uma vaga e esperar as pessoas se candidatarem para fazer uma triagem, chamar para entrevista, chamado de recrutamento passivo. O recrutamento ativo é quando o recrutador vai até os candidatos e faz contato com eles para avaliar o interesse na vaga.

Portanto, recrutamento ativo é buscar pelos profissionais e não esperar que as pessoas se candidatem.

Vantagens do recrutamento ativo

Vantagens do recrutamento ativo

O recrutamento e seleção ativo é um dos tipos de recrutamento que pode ser muito útil em diversas situações. Veja quais as vantagens desse tipo de R&S: 

Maior controle sobre o processo

Com o recrutamento ativo você tem todo controle sobre o processo, pois assim você escolhe quem vai fazer parte, garante que não haverá problemas para os candidatos certos se candidatarem, além de não precisar se preocupar em analisar perfis que não se adequam a vaga.

É mais assertivo

Nesse modelo de recrutamento, você pode pesquisar e analisar os perfis de profissionais antes de entrar em contato com eles. Assim, as chances de você encontrar um candidato com aderência à vaga de trabalho e à cultura da empresa é bem mais alta.

Menor concorrência

A concorrência entre os candidatos praticamente não existe, pois são candidatos selecionados a dedo. E a concorrência com outras empresas é bem pequena, já que provavelmente eles nem estavam procurando por um emprego.

No entanto, muitos podem estar empregados, então a concorrência é o emprego atual do profissional, e convencê-lo a escolher a sua empresa. E aí entre um grande aliado, a imagem da marca empregadora, que pode ser crucial para essa escolha.

Maior qualificação

Às vezes é muito difícil achar candidatos qualificados para uma vaga específica, e por isso muitas empresas optam por recrutar de forma ativa. 

Pois se você precisa de um profissional com uma habilidade técnica específica, o recrutamento ativo é a solução para não haver erros e nem perda de tempo. 

Como fazer o recrutamento ativo?

Para recrutar ativamente é necessário muita pesquisa e análise de perfis. Portanto, isso geralmente é feito através de redes sociais, como o LinkedIn, sites de recrutamento como a abler, ou bancos de talentos da própria empresa.

Além disso, indicações dos colaboradores da empresa, é uma ótima forma de fazer o recrutamento ativo. As chances de encontrar bons candidatos são grandes, pois geralmente as pessoas não querem se comprometer com indicações duvidosas, então indicam pessoas de confiança. Uma forma de fazer isso de forma mais prática é criar um programa de indicação.

Contudo, é bem provável que alguns profissionais que você encontrar já estejam empregados. Por isso é importante ter boas propostas com chances de crescimento e atividades desafiadoras.

O que NÃO fazer no recrutamento ativo

O que NÃO fazer no recrutamento ativo?

Um recrutamento ativo tem os mesmos princípios de um R&S comum, mas há certas diferenças, e por isso requer algumas atenções para não comprometer o processo.

Por isso, separamos aqui o que você NÃO deve fazer em um processo de recrutamento ativo.

Não atirar para todo lado

O recrutamento ativo pode parecer mais “fácil” de fazer, mas é importante atentar-se para um ponto: você é totalmente responsável pelos candidatos do processo. Ou seja, se algum candidato, no fim das contas, não tem o perfil adequado é porque você não fez uma análise minuciosa do profissional.

Por isso é importante traçar o perfil do candidato ideal e procurar por essas características. Além disso, outro erro que pode ser cometido é encontrar um ótimo profissional, mas com um salário muito acima do que a empresa pode oferecer.

Dessa forma, é necessário pensar onde o profissional ideal pode estar trabalhando. Portanto, você deve procurar pessoas que trabalharam ou trabalham em empresas com um porte próximo do da sua empresa. 

Isso porque, dificilmente uma empresa de médio porte vai conseguir competir com a faixa salarial de uma multinacional, por exemplo.

Não mapear o perfil comportamental do candidato

Ter os conhecimentos técnicos é fundamental para ocupar alguns tipos de vagas, principalmente as que necessitam de recrutamento ativo. Mas fazer um mapeamento  comportamental proporciona maior segurança na escolha do candidato.

Por isso, mesmo escolhendo os candidatos a dedo para participar do processo, só o conhecimento técnico não quer dizer que o profissional vai se adaptar bem à sua empresa e a cultura dela. Portanto, invista em testes comportamentais.

Entrevistar o candidato como se ele tivesse buscado o emprego

É muito comum encontrar depoimentos e comentários de candidatos que foram convidados para uma seleção, mesmo estando empregados, e durante o processo os recrutadores fizeram perguntas como “por que você se candidatou?” “por que quer fazer parte da empresa?”. 

Se você fez um recrutamento ativo e foi atrás desse profissional, o mais sensato é que você o convença de fazer parte da sua empresa, e não o contrário. Esse tipo de erro pode afastar o profissional e deixar desinteressado na vaga, que aliás ele nem estava a procura.

É muito importante ficar atento a esses pontos quando for realizar um recrutamento ativo para não perder bons candidatos e nem seu tempo que é precioso. E pensando nisso, que tal conhecer um pouco mais sobre Recrutamento digital? Já que recrutar ativamente pode ser feito de forma online, saiba mais sobre o que é e como funciona este método, basta clicar aqui!