Skip to main content
Gestão de PessoasInteligência EmocionalTreinamento e Desenvolvimento

Saúde mental no trabalho: como o RH pode ajudar os colaboradores?

By setembro 10, 2021outubro 27th, 2021No Comments

O dia 10 de setembro é  dedicado à prevenção ao suicídio no mundo todo. Por isso, vamos falar sobre a saúde mental no trabalho, pois, o suicídio é o último estágio de alguém com a mente adoecida. E cuidar do bem-estar dos colaboradores também é um papel da empresa.

Você sabia que os brasileiros são os mais ansiosos do mundo? E, infelizmente, estamos na frente deste ranking desde 2017. Mas não é só a ansiedade que tem preocupado as autoridades de saúde. O aumento de casos de depressão e outras doenças psicológicas também tem afetado milhões de pessoas em toda a esfera global.

Esse tema tem ganhado bastante espaço, mas dentro das empresas ainda é pouco falado. É por isso que devemos tornar esse assunto mais comum para as organizações, para que as pessoas no ambiente de trabalho identifiquem essas situações e possam pedir ajuda.

O que é a saúde mental?

A saúde mental é definida pelo estado de bem-estar em que um indivíduo consegue lidar com os desafios e mudanças da vida e o modo como harmoniza suas ideias e emoções. Ou seja, é a qualidade emocional de uma pessoa ou a ausência de transtornos psicológicos.

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde) a saúde mental tem a ver com o “bem-estar no qual o indivíduo desenvolve suas habilidades pessoais, consegue lidar com os estresses da vida, trabalha de forma produtiva e encontra-se apto a dar sua contribuição para sua comunidade”.

Uma pessoa com saúde mental consegue enfrentar os desafios pessoais e profissionais, além de ser mais produtiva e resiliente. Por isso é importante cuidar da saúde mental no trabalho. 

Como isso afeta o trabalho?

Você pode estar se perguntando, o que de fato o trabalho tem a ver com a saúde mental? Pois bem! As longas horas de trabalho sem pausas, as grandes cobranças e pressão em cima dos colaboradores afeta diretamente a saúde psicológica deles.

E dessa forma, isso afeta o psicológico e desgasta física e mentalmente o colaborador. Impactando a empresa também, em entregas de resultados e prejuízos econômicos. Portanto, os danos que a falta de saúde mental no trabalho pode gerar, são:

  • baixa produtividade – o que afeta a receita da empresa;
  • aumento da taxa de absenteísmo;
  • clima organizacional ruim;
  • alta taxa de turnover;
  • erros constantes nas tarefas, que geram prejuízos financeiros e perda de tempo;
  • risco do agravamento ou surgimento de outras doenças;

Fatores de risco para a saúde mental no ambiente de trabalho

As corporações possuem uma competitividade natural, mas que às vezes pode demandar esforço exagerado dos colaboradores, afetando a qualidade de vida deles. Existem alguns fatores que aumentam o risco de problemas psicológicos dentro das empresas, sendo eles:

  • Participação limitada na tomada de decisões; 
  • Jornada de trabalho exaustiva;
  • Ambiente de trabalho precário;
  • Sobrecarga de trabalho;
  • Falta de políticas de inclusão social;
  • Competitividade exagerada;
  • Insegurança no emprego;
  • Pressão em relação a metas e prazos;
  • Falta de comunicação ou cooperação interna;
  • Assédio ou perseguição no trabalho.

Esses fatores podem contribuir para o aumento do número de suicídios, crises de pânico, ansiedade, além de abuso de álcool e de drogas. 

Qual o papel do RH?

O RH é o setor que trabalha diretamente com o capital humano, e por isso deve estar sempre atento a fatores que afetam os colaboradores e seu desempenho na empresa. Isso inclui a atenção à gestão de líderes com cobranças excessivas e imposições de metas irreais e inalcançáveis.

Analisar as estruturas, as condições de trabalho e as lideranças são importantes para manter um ambiente de trabalho saudável. Para isso, às vezes é necessário repensar os valores e cultura da empresa para conseguir promover ações efetivas de saúde mental no trabalho.

O papel do RH é fazer a gestão de pessoas, por isso, estruturar esse processo é muito importante. Assim a empresa consegue ter uma cultura organizacional bem definida, o que beneficia o ambiente de trabalho. Além de definir com mais clareza o papel de cada colaborador e líder, fazendo com que ninguém seja sobrecarregado, entendendo os limites de cada pessoa e prevenindo desgastes da saúde mental. 

Como identificar colaboradores com a saúde mental afetada?

Pessoas com a saúde mental prejudicada apresentam sinais, que podem ser identificados por:

  • Isolamento;
  • Irritabilidade;
  • mudança de humor;
  • Dificuldade de concentração;
  • Lapsos de memória;
  • Pessimismo;
  • Baixa autoestima;
  • Dores de cabeça e no corpo;
  • Problemas digestivos;
  • Cansaço físico e mental.

É importante ficar atento a esses sinais, mas lembre-se que isolados, nem sempre querem dizer que a pessoa possui algum problema. Porém, unindo estes sintomas, pode indicar desgaste mental.

5 formas de melhorar a saúde mental no trabalho

Como dito anteriormente, as empresas têm se preocupado com esse assunto, mas nem sempre investem em práticas efetivas. Por isso, o RH deve olhar com cuidado para isso, pois sabemos o impacto que a falta de saúde mental pode causar nas pessoas e também nas organizações.

Confira agora 5 dicas de ações que promovem a saúde mental e podem ser facilmente implementadas em sua empresa! 

Ofereça suporte de serviços de saúde

A questão financeira é uma das causas para uma pessoa com problemas psicológicos não buscar ajuda. Portanto, oferecer esse apoio é muito importante, seja através de um plano de saúde ou a disponibilização de um profissional dentro da empresa. Isso facilita o acesso à ajuda adequada que vai gerar bons resultados na saúde do colaborador.

Oriente os gestores 

Trabalhar com os gestores alguns pontos para melhorar a saúde mental dos colaboradores é fundamental, pois muitas vezes eles estão presentes no dia a dia do time. Por isso, orientá-los a observar os colaboradores é importante para identificar os que podem estar precisando de ajuda imediata.

Em contrapartida, muitas vezes são os gestores que ajudam a causar desgastes nos funcionários. Por isso, instruir os líderes a não cobrarem de forma exagerada e nem a exigir metas irreais evita a sobrecarga gerada pela pressão externa e muitas vezes interna também.

Invista na comunicação interna

Oriente a empresa a construir uma cultura de feedback. Dessa forma as pessoas percebem muito melhor como o seu trabalho está sendo visto, além de estimular melhorias.

Uma boa comunicação interna evita relações tóxicas na empresa e mal entendidos.

Promova o assunto de saúde mental no trabalho

Muitas pessoas ainda hoje têm resistência em assumir que precisam de ajuda profissional por ainda existir muito estigma em relação à doenças psicológicas. Por esse motivo é importante promover o debate desse assunto na empresa para que esse preconceito não atrapalhe e até mesmo piore a saúde de seus colaboradores.

Promova ações constantemente

O assunto: saúde mental no trabalho não deve ser tratado de forma arbitrária. Talvez seja interessante para o RH ter um calendário de ações, pois assim é mais fácil organizar as pautas e os meios de abordar o tema.

Agora, esperamos que com esse conhecimento sobre o assunto você possa incentivar e promover a saúde mental no trabalho. Por isso, lembre-se que as pessoas são suscetíveis ao estresse e exaustão, e que existem fatores de risco que prejudicam bons profissionais.

Então, que tal agora você ver mais um conteúdo que pode ajudar muito na sua gestão de pessoas? Leia também: Por que investir em um ambiente de trabalho saudável?