Skip to main content
Gestão de PessoasRecrutamento e Seleção

Qual a importância do Funil de Recrutamento e Seleção?

By setembro 30, 2021novembro 5th, 2021No Comments

Assim como o marketing tem o funil de vendas, o RH também possui o seu funil de recrutamento, e eles funcionam de forma bem parecida. Por isso, essa é uma ferramenta bastante utilizada dentro dos Recursos humanos junto aos processos seletivos e tem muitas vantagens que beneficiam toda a empresa.

Esse funil foca principalmente na qualidade da contratação, ele possui algumas etapas predispostas que ajudam no recrutamento e seleção. Com o funil é possível ter maior controle sobre essas etapas e analisar e mensurar individualmente cada uma. 

Mesmo estando ligado a competências e aderência dos candidatos, o funil ajuda a realizar um recrutamento mais ágil e rápido. Dessa forma, atendendo a vagas que precisam ser preenchidas com urgência.

Portanto, separamos todos os pontos essenciais para que você entenda sobre o funil de recrutamento e saiba como utilizá-lo em seus processos. Confira!

O que é o funil de recrutamento

O funil de recrutamento é uma representação gráfica de como deve funcionar o processo de recrutamento e seleção. Pois é através dele que podemos elencar quais os estágios necessários para conseguir conquistar o candidato ideal para a sua vaga. 

Através do funil é possível visualizar o processo como um todo, cada etapa. Dessa forma é possível gerenciar os candidatos com mais clareza e eficiência. De modo geral, o funil é um recurso para facilitar uma análise do processo e fazer com que ele seja mais assertivo.

Qual a importância do Funil de Recrutamento e Seleção?

O acompanhamento dos candidatos desde o início do processo até o final, ajuda a fazer uma contratação mais assertiva, evitando erros. Você sabia que pelo menos 80% do turnover de uma empresa é devido a uma contratação errada? 

Por isso é importante conhecer e saber usar o funil de recrutamento, com ele é possível elevar a qualidade das suas contratações. Além disso, através das etapas podemos saber:

  • Quantos candidatos participaram em cada etapa;
  • Qual etapa reprovou mais pessoas;
  • Onde teve maior número de desistência do candidato;
  • Qual etapa teve mais engajamento;
  • E muito mais.

Como o funil de recrutamento funciona?

No conceito geral do funil, ele se divide em 3 partes: topo, meio e fundo. Confira o que cada uma dessas significa dentro do processo de R&S.

Topo 

O top do funil é a parte em que você tem que trabalhar para conseguir o maior número de candidatos possível, para assim, ter opções de bons profissionais.

Tudo começa com o planejamento de divulgação da vaga, que é extremamente importante para a atração das pessoas certas. Por isso, fique atento ao perfil que você quer para a sua vaga e com isso planeje os canais e a linguagem necessária para chegar nos candidatos certos. 

Portanto, capriche na descrição de vaga, assim os candidatos que se identificarem e se candidatarem tem mais chances de serem os mais qualificados para a oportunidade em aberto.

É aqui também que você irá fazer a triagem de candidatos que seguem para a próxima etapa e eliminar os que não tem as competências e habilidades necessárias para o cargo.

Meio

O meio do funil consiste em ser uma etapa classificatória/eliminatória de candidatos. Porque é justamente nessa fase que vão acontecer as entrevistas, testes, dinâmicas e apresentações dos candidatos. Além disso, é aqui no meio do funil que você deve avaliar o engajamento de cada candidato.

Fundo

O fundo do funil nada mais é que o envio de proposta, e se aceito pelo candidato, vamos à contratação oficial. Mas vale lembrar que o final não é aqui, pois ainda há o onboarding do candidato, agora contratado, a ser feito.

Contudo, dentro do funil de recrutamento cada etapa é adaptável de acordo com a realidade e a necessidade da sua empresa. Por isso, separamos um modelo com etapas mais definidas de um funil, para ajudar você a otimizar seu processo, engajar candidatos e fechar vagas com mais qualidade.

Etapas do funil de recrutamento

Etapa 1: atração

Como a atração é o topo do funil, neste estágio você segue as mesmas dicas:

  • identifica o perfil dos candidatos ideais;
  • definir a linguagem a ser usada;
  • inserir informações completas de forma atrativa (conhecimento, formação necessária, habilidades, competências);
  • escolher o tipo de abordagem (texto, vídeo, imagens);
  • escolher os canais adequados para divulgar a vaga (ex. Instagram, Linkedin, Google);

Etapa 2: conversão

As pessoas que se candidatarem para sua vaga, nesta etapa, se tornam candidatos de fato. Portanto, aqui você sabe quem realmente está interessado na oportunidade e se as pessoas que você está convertendo são adequadas.

No caso dos candidatos não possuírem a aderência com a vaga, é caso de reavaliar a descrição do cargo, os meios de divulgação e a linguagem usada. Mas se estiver atraindo os candidatos certos, e eles passarem pela sua triagem, é hora de passá-los para a próxima fase.

Etapa 3: entrevista

Como dito, o meio do funil é a etapa que você deve conhecer melhor os candidatos, através de:

Etapa 4: Oferta

Entrando no fundo do funil de recrutamento, é hora de enviar uma oferta para o profissional selecionado. Agora é o momento de entrar em contato com o candidato que mais teve aderência às exigências da vaga e que tem mais fit com a empresa. E se todos os passos anteriores foram feitos da forma correta, e o candidato teve uma boa experiência provavelmente ele ou ela vai aceitar a proposta.

Etapa 5: contratação

Depois que o candidato aceitar a proposta feita, o último passo do funil é a admissão do funcionário novo. Portanto, é nesse momento que acontece a etapa burocrática, com o envio de documentos, assinatura de contratos e etc. E não esqueça de fazer um bom onboarding com o novo colaborador!

Como montar seu funil:

Aqui temos um exemplo bem simples de como montar seu funil de recrutamento, confira na imagem abaixo:

Funil de recrutamento 

Vale lembrar que não existe uma estrutura definida do funil de recrutamento e nenhuma etapa obrigatória. O que apresentamos aqui é uma sugestão, e as etapas devem ser adaptadas de acordo com a necessidade de cada vaga.

Como a tecnologia pode otimizar o processo de recrutamento e seleção?

Dentro de um RH estratégico é muito valorizado o uso de inovações tecnológicas para recrutamento e seleção. Na verdade, no mundo atual é necessário possuir esse tipo de recurso que ajudam nas estratégias do setor para o desenvolvimento da empresa.

Isso porque essas ferramentas otimizam o processo e reduzem o tempo de contratação. Uma plataforma como a abler, que é um ATS, ranqueia os melhores candidatos que atendem aos requisitos exigidos e que mais se adequam a sua empresa. E você pode também fazer um recrutamento mais ativo, e convidar candidatos para o seu processo.

Além disso, é muito mais fácil planejar e organizar um processo seletivo com o auxílio de uma ferramenta do que realizar tudo manualmente. Dessa forma é muito mais fácil analisar cada etapa do funil de recrutamento, e facilita a avaliação do processo de recrutamento,  pois a plataforma guarda os dados de todos os processos.

Viu como é fácil fazer o seu próprio funil de recrutamento? Por isso nós estamos aqui, para ajudar e facilitar seu processo de R&S. Mas agora que você já sabe disso, que tal ver mais ferramentas de recrutamento e seleção, e quais são as funcionalidades essenciais para o RH, clique aqui!

Boa leitura!