Skip to main content
Cultura OrganizacionalGestão de Pessoas

Qual a importância da experiência do candidato e como melhorar a satisfação no processo?

By setembro 2, 2021No Comments

Nós sabemos o quanto é trabalhoso planejar, organizar e gerir um processo seletivo. É até normal que algum detalhe passe despercebido pela falta de atenção ou de tempo. Mas infelizmente, esses detalhes podem ser o motivo da desistência de bons profissionais, pois a experiência do candidato pode não ter sido satisfatória para ele ou ela. 

Pode não parecer muito importante, mas um candidato com uma experiência ruim pode afetar bastante a imagem da empresa. O problema é maior do que parece. 

Por isso, neste artigo vamos falar da importância dessa experiência dentro do recrutamento e seleção, como isso afeta a empresa e como melhorar o processo de R&S para os candidatos.

O que é a experiência do candidato?

A experiência do candidato é a forma como os profissionais percebem e reagem a cada etapa do recrutamento e seleção, desde a candidatura até o onboarding.

Isso tem muito a ver com a forma que a sua empresa se comunica com os candidatos, se há clareza nas informações, se eles se sentem à vontade durante o processo e etc. Por isso, é muito importante estabelecer uma ligação e causar uma boa impressão a respeito da empresa neles.

Portanto, o RH precisa atrair novos talentos, encantá-los e principalmente, mantê-los engajados em todas as etapas  do processo. Dessa forma, os candidatos terão uma jornada encantadora, onde eles irão desejar fazer parte da empresa.

Qual a importância de uma boa experiência do candidato?

O processo de recrutamento e seleção é o primeiro contato direto que os candidatos têm  com a sua empresa, e é através desse processo  que eles conseguem sentir o clima organizacional e a cultura da empresa.

Por isso é importante saber como o RH e os gestores estão transmitindo essas sensações para os candidatos. Portanto, é isso que vai definir a experiência do candidato.

Por isso é importante ter uma boa cultura organizacional estabelecida e apresentá-la desde a divulgação da vaga. Pois assim o candidato terá  uma boa experiência.

Aliás, você sabia que empresas que investem na experiência do candidato aumentam em 70% a qualidade das novas contratações?

Além disso, os candidatos que não são selecionados em um primeiro momento têm 80% de chance de se candidatarem para novas vagas se a sua experiência for positiva.

Por outro lado, é impressionante a quantidade de reclamações que podemos encontrar na internet, principalmente no LinkedIn. Uma reclamação nas redes sociais pode gerar uma publicidade bem negativa para a marca empregadora. Mas quando impactados positivamente, os candidatos podem se tornar embaixadores da empresa.

Principais erros de engajamento no processo de recrutamento e seleção 

Como dito anteriormente, as vezes são detalhes que acabam prejudicando a jornada do candidato. No entanto, outras vezes o detalhe não é tão pequeno assim. Pensando nisso, separamos aqui os principais motivos que acabam causando uma experiência do candidato negativa, confira!

Descrição de vaga imprecisa: quando a descrição de cargo não é clara o suficiente você pode acabar atraindo candidatos que não são exatamente o que você procura, afastando os mais adequados. Assim, você e os candidatos perdem tempo e a chance de contratar a pessoa errada aumenta.

Informações e instruções confusas: informações erradas durante o processo seletivo prejudicam bastante os candidatos, podendo até mesmo fazer com que eles desistam.

Excesso de etapas: muitas etapas deixam o processo  longo, cansativo e desestimulante, fazendo com que o candidato desista da vaga.

Formulários de inscrição muito complexos: vale o mesmo para formulários, quanto maior, mais chances de não ter muitos candidatos e mais chances de que eles desistam.

Testes sem relação com a vaga:  realizar testes de habilidades ou de algum conhecimento técnico que não tem ligação com a vaga, além de ser uma perda de tempo, desestimula candidatos promissores.

Dificuldade para falar com os recrutadores: problemas de comunicação são grandes vilões na experiência do candidato. A falta de um e-mail para enviar um teste ou tirar dúvidas pode prejudicar bastante o processo.

Falta de feedback: candidatos que não sabem se estão passando de fase no processo ou se foram eliminados é um grande problema, pois a falta de feedback ou de confirmação desengaja qualquer um.

10 dicas para melhorar a experiência do candidato

O recrutamento e seleção é uma tarefa muito delicada para o setor de RH, pois ele lida com pessoas e com seus sonhos. Isso quer dizer que uma experiência ruim em um processo seletivo pode afetar e muito alguns profissionais.

Então, se você quer saber como se conectar melhor com seus candidatos e fazer com que todos, até mesmo os que não serão contratados no final, tenham uma boa jornada, fique de olho nas nossas dicas!

Trabalhe bem a sua página de carreiras

A página de carreiras, bastante conhecida como o “trabalhe conosco”, é uma porta de entrada para candidatos que talvez estejam previamente interessados  na sua empresa. Isso é um bom sinal, mas é necessário já pensar na experiência do candidato para que ele não desista.

Como porta de entrada, é necessário que a página tenha todas as informações necessárias, mas sem poluir demais e acabar sobrecarregando o talento. Coloque fotos, vídeos institucionais e depoimentos, tudo isso deixa a página bem mais atrativa. 

É interessante também adicionar a missão, visão e valores, assim como a cultura da empresa, pois ajuda as pessoas a se identificarem com a organização, facilitando o fit cultural.    

Outro ponto fundamental é a usabilidade. Isso porque, é importante que o site seja intuitivo, ou seja, fácil de usar e entender sem conhecimento prévio. Além de disponibilizar a página de forma responsiva, podendo ser acessada por celulares e tablets.  

Planeje o recrutamento e seleção

Quanto antes você antecipar o processo, maiores as chances de fechar uma boa contratação. Por isso, o planejamento da vaga é importante, pois conhecer bem e definir todos os critérios, conhecimentos e habilidades que o perfil ideal deve ter facilita a busca.

Os principais passos para planejar um recrutamento e seleção, são:

  • conhecer bem a vaga aberta;
  • elencar os conhecimentos básicos necessários;
  • alinhar as soft skils necessárias;
  • estabelecer as etapas do funil de recrutamento;
  • definir o canal de comunicação com os candidatos;
  • escolher o canal de divulgação da vaga;

Escreva anúncios de vagas claro

Como dito anteriormente, a descrição de vagas é muito importante na hora de fazer o recrutamento. Pois esse é o momento em que você precisa reunir o maior número de candidatos possíveis, para então encontrar os com maior aderência.

Portanto, ter informações claras é imprescindível para conseguir atingir o público certo. Contudo, outro fator que ajuda na experiência do candidato é o formato em que esse anúncio é feito.

Se você tem uma vaga para designer, por exemplo, é interessante usar uma imagem e uma linguagem que fale com esse público específico, nada muito formal. Mas se for para o financeiro a linguagem não será a mesma.

Facilite a candidatura

Como dito, na página de carreiras, deixe tudo o mais intuitivo possível para facilitar a entrada de candidatos. Mas além disso, os formulários e outras formas de candidatura devem ser menos burocráticas possíveis, de forma que não desgaste o candidato e faça com que ele desista.

Mantenha a comunicação com o candidato

Desde o primeiro contato, deixe claro para ele que você está disposto a tirar suas dúvidas e que há um canal aberto para que ele fale com você.

Lembre-se de manter contato,  pois ele pode achar que não faz mais parte do processo.

Apresente a cultura da empresa

A partir do anúncio da vaga é muito importante deixar evidente os valores da empresa, apresentar a cultura dela para familiarizar o candidato. Dessa forma, você gera mais conexão com eles e as chances de encontrar o fit certo são maiores.

Faça o candidato se sentir confortável  

A entrevista e a aplicação de testes são momentos bem tensos para qualquer candidato, por isso, prefira manter o clima amistoso de conversa e não de interrogatório.

Seja sempre agradável e lembre-se que estar ali não é um favor para o candidato.

Sempre dê um Feedback

Não tem nada mais chato do que não receber feedback, não ter noção se você está indo bem ou se foi desclassificado do processo e sem saber porque foi eliminado. Por isso, tenha empatia e sempre que possível deixe claro para os candidatos qual a posição deles na jornada do candidato.

Monitore a experiência do candidato

Fique atento a todas as etapas, como cada um dos candidatos reage a elas, e se necessário, pergunte a eles como se sentem, se tal etapa faz sentido ou não. Dessa forma você gera uma conexão com ele ou ela e assim sentem-se mais à vontade para prosseguir no processo.

Invista em tecnologia

A tecnologia facilita a sua vida e a do candidato, como o uso de software de recrutamento que:

  • otimiza os processos;
  • reduz o tempo de contratação;
  • facilita a triagem;
  • cria um ranking de melhores candidatos;
  • íntegra meios de comunicação com o candidato;
  • possibilita realizar entrevista online pela própria plataforma, sem precisar de cadastro;
  • padronizar as etapas;
  • gera relatórios automáticos;

 

Agora que você já entende a importância da experiência do candidato, já pode começar a colocar em prática as nossas dicas, não é? Com certeza você vai ver bastante diferença na qualidade dos candidatos e das contratações futuras, por isso invista na satisfação dos talentos e em meios de encantá-los. Então, que tal ver um pouco mais sobre softwares de Recrutamento e Seleção e como escolher o melhor para você?